Altice, Bosch, Huawei e Univ Aveiro assinam protocolo de cooperação

Esta colaboração tem em vista a identificação de oportunidades de aplicação da tecnologia 5G em ambiente industrial (Industrial Internet of Things), usando redes públicas e privadas.

Protocolo 5G not

A formalização deste Memorando de Entendimento teve lugar no Parque de Ciência e Inovação da Universidade de Aveiro, e contou com a presença de presença de Jónio Reis, Plant Manager da Bosch Termotecnologia, António Pereira, Plant Manager da Bosch Security Systems, Tony Li, CEO da Huawei Portugal, José Pedro Nascimento, Network Engineering e Diretor de Operações na Altice Portugal, Paulo Jorge Ferreira e Artur Silva, reitor e vice-reitor da Universidade de Aveiro.

A primeira etapa deste projeto irá arrancar com uma fase de protocolo que conduzirá à definição de arquiteturas de comunicação em 5G, de forma a possibilitar a implementação de casos de uso do género, e potenciar uma maior competitividade da indústria em Portugal nas palavras de Jónio Reis, Plant Manager da Bosch Termotecnologia. Para António Pereira, Plant Manager da Bosch Security Systems, “este projeto servirá de suporte ao desenvolvimento e produção de novas soluções para a área da segurança, assim como na otimização de processos na área da logística.”

Cada uma destas entidades cooperantes, por ser uma referência no seu setor de atividade aportando valor a este estudo, participa neste projeto com diferentes contributos: a Bosch fica responsável pela implementação de casos de uso usando tecnologia 5G nas suas fábricas em Portugal; a Altice Portugal enquanto operador móvel contribuirá para o estudo de arquitetura e desenho da rede; a Huawei como detentora da tecnologia e fornecedora do equipamento de comunicações; e Universidade de Aveiro terá um papel fundamental na definição da arquitetura de rede, tirando partido do seu Lab 5G que irá instalar no novo Parque de Ciência e Inovação. 

Estes parceiros, entre outros, haviam já anteriormente constituído um consórcio com vista ao desenvolvimento de um projeto na área da Indústria 4.0, cujo investimento deverá rondar os 10 milhões de euros, projeto este que aguarda aprovação das entidades responsáveis.

Está previsto que este projeto tenha implementação total até ao final de 2023.