Proposta de revisão da diretiva de atrasos de pagamentos

A CIP participou num debate com a Comissão Europeia, organizado pela BusinessEurope, sobre as recentes propostas para impulsionar a competitividade e a resiliência das PME, bem como a proposta

pexels dom j 45112 nwl

de revisão da diretiva de atrasos de pagamentos.

Atualmente, embora as autoridades públicas devam pagar no prazo de 30 dias, pode haver excepções a esta regra, e o prazo de 60 dias para as empresas também pode ser quebrado se as empresas "concordarem" que não há problema.

Véronique Willems, da SME United pretende tornar mais rigorosos os prazos de pagamento e colmatar as lacunas da diretiva. "Queremos um limite máximo para o período de pagamento. 30 a 60 dias, no máximo, para as empresas e para as administrações públicas, ou seja, para ambas.

Esta proposta suscita, no entanto, preocupações – uma cultura de pronto pagamento é fundamental e prazos de pagamento mais curtos nas transações B2B podem ajudar a aumentar a liquidez das PME, mas é fundamental garantir flexibilidade para ter em conta as circunstâncias específicas das empresas e dos negócios.

Fontes: CIP e Euronews

Localização

Lisboa
Av. Guerra Junqueiro, 11 - 2º Esq.
1000-166 Lisboa

Coordenadas GPS:
38.738587, -9.135574
Mapa

Contacte-nos

Lisboa
email: animee@animee.pt
Tel.: 218 437 110
Fax: 218 407 525