IEP Camara blindada web

 

O IEP resultou da conjugação de um conjunto de necessidades e de interesses da indústria elétrica e eletrónica nacional, no sentido de haver em Portugal resposta à problemática da normalização eletrotécnica. A criação do Instituto foi um processo longo, com vários avanços e recuos, acabando por se concretizar em 28 de Setembro de 1981, no Porto. Para além da ANIMEE, teve como associados fundadores a EDP e os CTT, à época ambas empresas públicas.

Nos seus primeiros anos de existência, a atividade do IEP cingiu-se à normalização. No final de 1986, arranca a atividade de certificação de produtos, o que pôs desde logo em evidência a enorme lacuna existente no país em termos de laboratórios de ensaio independentes. Inicia-se então um ambicioso projeto para a criação de um conjunto de laboratórios de ensaio, o que viria a ter como consequência a mudança de instalações para Matosinhos, onde atualmente se localiza a sua sede.

Nesse novo local foram construídos diversos laboratórios, que viriam pouco tempo depois a obter as suas primeiras acreditações nacionais (à época, atribuídas pelo IPQ) e europeias (no âmbito dos acordos do CENELEC para a certificação de produtos). Portugal passava assim a dispor de uma infraestrutura moderna para ensaios de certificação de produtos elétricos, ao nível do que de melhor existia então na Europa.

O crescimento das atividades do IEP, o reconhecimento público da sua capacidade técnica e a evolução legislativa que entretanto ocorreu conduziram o Instituto a dar o grande passo seguinte e a ser reconhecido como Entidade Inspetora, primeiro para Elevadores e algum tempo depois para Instalações Elétricas.

Hoje em dia o IEP lidera um grupo que inclui, para além do próprio Instituto, diversas empresas de serviços, estando presente na generalidade dos setores tecnológicos. Da eletricidade ao gás e às energias renováveis, da metrologia ao ambiente, da saúde aos transportes, não existirá nenhum setor de atividade económica ao qual o IEP ou as suas participadas não disponibilizem serviços. Sempre com inovação, com competência e com qualidade.

Nas últimas 4 décadas, os desafios foram enormes, tanto a nível tecnológico como no que se refere à formação e à qualificação das pessoas. Passámos de um mercado fechado e tecnicamente pouco exigente para um mercado global e fortemente competitivo, no qual apenas as melhores empresas sobrevivem.

Isso notou-se claramente na evolução da nossa indústria. Há um número muito substancial de empresas que nasceram nestas últimas décadas, tendo uma vocação fortemente inovadora no plano tecnológico.

Muitas dessas empresas têm contado com o apoio do IEP para entrar nos mercados internacionais, assegurando que os produtos inovadores que oferecem ao mercado cumprem as normas técnicas de cada país ou bloco económico, normas essas que estão elas próprias em constante atualização e são cada vez mais exigentes.

empregodigital not

No âmbito do Programa " EMPREGO + DIGITAL", e com o objetivo de desenvolver competências digitais nos ativos empregados das empresas do Sector, o CINEL - Centro de Formação Profissional da Indústria Electrónica, Energia, Telecomunicações e Tecnologias da Informação, elaborou uma proposta de ações a desenvolver - “Percursos de formação Programa Emprego + Digital", que pode consultar aqui.

Pág. 1 de 2

Localização

Lisboa
Av. Guerra Junqueiro, 11 - 2º Esq.
1000-166 Lisboa

Coordenadas GPS:
38.738587, -9.135574
Mapa

Contacte-nos

Lisboa
email: animee@animee.pt
Tel.: 218 437 110
Fax: 218 407 525